Vida e tempo

Quem manda no tempo
Que passa…
Ao relento,
com o vento,
E eu
Nem sempre atento
Aos desígnios,
propósitos,
Nem sempre lógicos
As vezes misóginos
Embalado em doses
Muitas vezes cavalares de vida
Compactada
Em momentos minúsculos,
finitos
De memórias
Em cérebros sensatos,
Conectados
Com alguns neurônios
Simplesmente
semi-esfacelafos
Em microsegundos de prazer
e/ou paz
Relevados a um microsegundo
Do tempo
Da vida
Da minha
Da sua
Vida

Facebook Comments
Curta nossa página 😉
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.