Saúde integrativa promove equilíbrio e bem-estar

Há tanta informação sobre saúde e bem-estar que a gente até se sente perdido: cada hora é um especialista diz uma coisa diferente do outro. Mas a verdade é que ter uma vida equilibrada não envolve apenas alimentação saudável, porque está ligado também à saúde mental e emocional.

“A isso, damos o nome de Saúde Integrativa, um modo de pensar a saúde em três frentes: mente, corpo e emoção, está tudo integrado”, explica Dra. Louise Soares, que é fisioterapeuta especializada em Saúde Integrativa. 

A Saúde Integrativa leva em conta a carga genética do indivíduo, procurando levantar o que herdamos de nossos familiares não somente no que diz respeito às características físicas e biológicas, mas também às histórias da criação e, sobretudo, aos comportamentos que nos levam a somatizar as mesmas doenças que nossos parentes ao longo da vida. 

“Para cuidar da saúde como um todo, precisamos ser conscientes do nosso passado, ressignificar acontecimentos que nos causaram traumas, superar dificuldades financeiras e crenças negativas, e aprender a gerenciar nossas emoções, controlar o pensamento e, principalmente, evitar hábitos que podem desencadear doenças”, afirma Louise Soares. 

Segundo a especialista, muitas pessoas já nascem com pré-disposição genética para obesidade, alcoolismo e diabetes, por exemplo, mas estas doenças só se manifestam com gatilhos ligados a comportamentos que se repetem de geração em geração. Portanto, a prevenção e a cura para muitas doenças podem estar na mudança de hábitos. 

O comportamento pode promover a transformação do indivíduo: para isso, é importante trabalhar diversas questões emocionais como a autoaceitação, o autoconhecimento e a espiritualidade. 

Com o tratamento da Saúde Integrativa, é possível promover a cura alimentar (com mudanças de hábitos alimentares) e a cura emocional (com mudanças de padrão de pensamento).   

“Gosto de frisar também que, a tudo isso, é imprescindível somar uma atenção à sua espiritualidade: meditação e gratidão, ou seja, acordar todos os dias e dar valor à vida que temos, apesar das adversidades que encontramos pelo caminho”, diz Dra. Louise Soares. 

Então, se a sua genética ou os hábitos da sua família indicam que você pode manifestar problemas como obesidade, diabetes, colesterol alto e outras, procure cuidar destes três pilares: “alimente-se de forma moderada, faça meditação, converse com psicólogos, frequente grupos de pessoas espiritualizadas e trate suas emoções”. 

*Artigo enviado pela Assessoria de Imprensa da Dra. Louise Soares

Facebook Comments
Curta nossa página 😉
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.