Projeto MUSA – Mulher Saudável – mamografia com uso de unidade móvel na FIESP

Segundo informações do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, correspondendo a 22% dos casos novos a cada ano. Se diagnosticado e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom, mesmo assim no Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estádios avançados. Na população mundial, a sobrevida média após cinco anos é de 61%.

Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Estatísticas indicam aumento de sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nas décadas de 60 e 70 registrou-se um aumento de 10 vezes nas taxas de incidência ajustadas por idade nos Registros de Câncer de Base Populacional de diversos continentes.

Até amanhã, dia 30 de setembro, das 9h às 17h uma carreta de alta tecnologia, totalmente equipada para fazer mamografias, do Projeto MUSA – Mulher Saudável, está estacionada no prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) para fazer o exame de detecção precoce de câncer de mama em 400 mulheres.

A meta do projeto é fazer a mamografia em 100% das mulheres para as quais o exame seja recomendado que trabalham no edifício , sede também do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP).

 

A ação faz parte de uma série de atividades que estão sendo promovidas pelo Sesi-SP e, depois da temporada no prédio da Fiesp, a unidade móvel percorrerá as indústrias da Grande São Paulo, onde estão mais de 120 mil mulheres elegíveis para a mamografia.

A MUSA é equipada com mamógrafo digital de última geração e conta com o conforto da climatização, TVs, som ambiente, vestiário e controle de luminosidade.O público alvo do projeto MUSA é o das trabalhadoras da indústria paulista com 40 anos ou mais ou que tenham indicação clínica para a realização abaixo da faixa etária. Excepcionalmente, homens poderão ser atendidos, também por indicação médica. Em todos os casos, a mamografia anterior deve ter sido feita pelo menos 10 meses antes. As interessadas deverão fazer sua inscrição.

O programa ainda prevê a realização de ações educativas junto às trabalhadoras da indústria e comunidade, bem como oferecer serviço preventivo de qualidade, de acordo com os padrões e normas vigentes.

 

 

Facebook Comments
Curta nossa página 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.