Prevenindo fraudes bancárias e financeiras

Cada vez mais, as empresas possuem informações com um volume generoso de conteúdo que deve ser processado por meio da implementação de tecnologias que dão suporte na detecção de fraudes. Há duas variáveis muito importantes: os consumidores (sua identificação, cartões de crédito, cartões de desconto, etc.) e os canais de comunicação para fazer transações (aplicações web, terminais, caixas eletrônicos e pontos de venda, entre outros). Toda essa informação será uma aplicação multicanal responsável por realizar todas as transações.

“Bancos, cooperativas de crédito e outras instituições financeiras são os principais alvos de ataques de phishing e outros golpes direcionados ao roubo de identidade na esfera financeira. Portanto, é essencial dar a importância necessária aos certificados TLS e PKI de alta segurança para fornecer criptografia e autenticação de identidade que são vitais para transações comerciais na web. A DigiCert inova e trabalha para avançar com base em soluções SSL e PKI para proteger as empresas e os mercados emergentes com a Internet das coisas, nuvem e DevOps, apoiando as suas necessidades com soluções de segurança avançadas e baseadas em PKI que escala e salvar custos “, disse Manuel Pavón, Gerente de Canais para a América na DigiCert, fornecedora líder mundial de soluções TLS / SSL, IoT e outras soluções PKI.

As empresas não devem se preocupar apenas com a proteção de elementos internos e físicos na organização, mas levar em conta a variável da tecnologia e o aumento de pontos de ataque. Fraudes tornam-se cada vez mais técnicas, especializadas, difíceis de entender e parar.

Como enfrentar?
Os empreendedores do setor bancário e financeiro enfrentam desafios todos os dias em suas plataformas de tecnologia de compras e pagamento on-line transacionais, que estão sob alto risco de ataques cibernéticos e movimentos fraudulentos. Algumas recomendações para fornecer um sistema de segurança reformado são as seguintes:

  1. A tecnologia se adapta à empresa. As empresas precisam se adaptar aos clientes para obter um ótimo desempenho econômico. Técnicas de prevenção tecnológica devem ser estabelecidas para uma operação eficiente.
  2. Conhecer a empresa e sua operação é primordial nesse processo. Leve em conta quais são os modelos e processos normais do dia-a-dia. Aspectos como o número de transações e comportamentos que estão dentro da faixa normal dentro da empresa.
  3. Conglomerar toda a informação dentro de uma plataforma móvel e que possa ser trabalhada com múltiplos conectores, com processos e técnicas de expansão e preparação de informação. Relocalize a maior quantidade de informações em que esses conteúdos são trabalhados na organização.
  4. Conhecer o perfil dos usuários é vital. Isso permitirá que você identifique tendências e valores de compra, se comprar mais em determinados períodos de tempo, se esses valores forem normais para o usuário, etc. São dados que geram maior alerta e resposta a certos processos de fraude com um maior alcance de cobertura.

* Texto enviado pela assessoria de imprensa da DigiCert

Facebook Comments
Curta nossa página 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.