Poetinha

Eu sou a poetinha
Não me designo poetisa
Pois sou apenas uma aprendiz de poeta
E não uma mulher que escreve poesia
Escrevo o que sinto
Apesar de muitas vezes
Usar calças sem cinto
Porém jamais esqueço de colocar o cinto
Aquele de segurança
Para ter segurança de uma viagem tranquila
Sem mesmo estar viajando na onda que se tem
E que não é a do mar

Aos 30&Alguns encontrei esse poema, naquele dia que encontrei aquele outro que escrevi no dia 06/06/1996 em Búzios – Rio de Janeiro

Facebook Comments

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.