O que provoca o estresse?

Independentemente da causa, o estresse ativa um certas alterações automáticas no corpo que têm como objetivo dar ao indivíduo uma rápida explosão de energia.

O padrão de mudanças, chamado de resposta de “luta ou fuga”, provavelmente evoluiu a partir de nossos ancestrais pré-históricos, que enfrentaram perigos diários em busca de alimento e abrigo e tiveram que quer fugir ou lutar.

Atualmente não enfrentamos mais esses perigos mas nosso corpo continua a reagir como se o fizéssemos e acaba reagindo a pequenos aborrecimentos, como o trânsito caótico que enfrentamos nas grandes metrópoles, o cargo de responsabilidade que temos ou até mesmo a quantidade de contas que temos que pagar mensalmente.

Independentemente do tipo de estresse, o organismo passa pelas seguintes alterações:

* As glândulas adrenais, ou supra-renais liberam adrenalina e outros hormônios de estresse que fazem com que determinados órgãos entrem em ação.
* A respiração se torna mais rápida e superficial para permitir que o corpo receba mais oxigênio.
* O fígado libera mais glicose (açúcar no sangue) para fornecer energia extra.
* O coração bate mais rápido e a pressão arterial sobe para aumentar a distribuição de oxigênio e nutrientes por todo o corpo.
* O fluxo do sangue ao cérebro e músculos aumenta e ao mesmo tempo o fluxo para os órgãos digestivos é reduzido.

A Sudorese (eliminação de suor pelas glândulas sudoríparas) aumenta para permitir que o corpo queime mais calorias sem um aumento da temperatura corporal.

Depois que o fator que gerou o estresse desaparece, o corpo retorna ao seu estado normal (homeostase). Se, no entanto, o estresse é crônico, o que atualmente é muito comum em diversas pessoas, o corpo fica em estado de alerta elevado.

Entre as muitas conseqüências prejudiciais a saúde, encontramos um aumento nos níveis de colesterol, hipertensão arterial, vasos sangüíneos danificados, diminuição das habilidades mentais e um sistema imunológico enfraquecido.

Aos 30&Alguns, recomendo alguns textos que já escrevi aqui no blog, que podem ajudar a diminuir o estresse que sofremos no dia-a-dia:

Via.

Facebook Comments

2 comentários


  1. Posso responder tranquilamente que o que mais provoca estresse é morar no Rio de Janeiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.