Na vitrolalá de casa: Menudos – Não se reprima

Canta, dança, sem parar
Sobe, desce, como quiser
Sonhar, viver, como eu
Pula, grita, oh oh

Não segure muito teus instintos
Porque isto não é natural
Saluceie para acordar um grito forte
Quando queira gritar
É saudável, relaxante, recupera
E faz bem a cabeça
Por isso canta, dança, grita
oh oh oh

Vá em frente entre numa boa
Porque a vida é uma festa
Não controle, não domine, não modele
Tudo isso faz muito mal
Deixe que a mente se relaxa
Faça o que mandar o coração
Por isso canta, dança, grita
oh oh oh

Não se reprima, não se reprima (3x)
Pode gritar
Não se reprima (3x)
Dança, canta, sobe, desce, vive, corre e pula como eu!

Canta, dança, sem parar
Sobe, desce, como quiser
Sonha, vive, como eu
Pula, grita, oh oh

Chega de fugir de se esconder
E de deixar a vida pra depois
Como se tivesse o tempo inteiro
O tempo corre nada vai te esperar
Entra de cabeça nos seus sonhos
Só assim você vai ser feliz
Por isso canta, dança, grita, oh oh

Não se reprima, não se reprima 3x
Não se reprima, não se reprima
Pode gritar

Não se reprima, não se reprima 3x
Não se reprima, não se reprima
Pode gritar

Facebook Comments

10 comentários

  1. Fatos grotescos da minha adolescência, esse aí foi um deles! Ainda bem que na época eu tomei ódio instantâneo por eles, e não usei esses topetes…ahahahahahahah!

  2. Olá Veridiana!, vim aqui conhecer o seu blog porque estou começando a engatinhar na blogosfera e gostei muito, também sou uma mulher de 30& alguns e sempre que venho parece que volto a minha adolescência.
    Gostaria de linkar o seu blog no meu. Aguardo sua autorização.
    Um abraço Roberta

  3. A que mais gostei foi “IF NOT HERE BY MY SIDE”, faz algum tempo uma amiga ria de mim ao ver no MSN a descrição:
    – Menudo: If No Here
    Ela então indagou a meio dos risos:

    – Você ouvindo Menudo? If Not Here kkkkkk

    Foi uma época… e muito boa por sinal! Hoje, até as coisas “ruins” eram boas

  4. Lá em casa, éramos em 4 irmãos. Meu irmão mais novo ganhou um disco do menudo, de brinde, no teatro. O coitadinho chegou todo feliz em casa com o disco na mão. Meu irmão mais velho o quebrou. Picou em pedacinhos…
    eheheeh
    Até hoje ele é o meu herói. 🙂
    (brincadeirinha)
    Tinha aquela também… “Sobe em minha moto… Se agarre em mim… que você vai gostaaaaarrrrrrrr… vai gostaaaaarrrrrrrr”
    Beijão

  5. Fernando MS – Pulga » Putz no show do Menudo no Morumbi, minha mãe não queria deixar meu irmão sozinho em casa, porque a empregada também era fã e ia no show e ele teve que ir junto, ficou tão p. da vida, que dava para notar no rosto dele o tempo todo que esteve lá…

  6. Fábio Max » hahahaha, as meninas que eram loucas por eles, depois vieram os genéricos como Cyclone e outros…

  7. leticia coelho » eu também, com direito a apresentação durante a festa de natal na casa da minha tia… 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.