John Bramblitt – O Pintor Cego

John Bramblitt , 35 anos de idade, percebeu cerca de 5 anos atrás que estava perdendo a visão, segundo ele, na época seu coração ficou como se tivesse afundado e o mundo inteiro tivesse indo embora, os médicos não conseguiram determinar o motivo da cegueira.

John continuou escrevendo, mesmo não sendo a experiência que ele procurava, então pensou a respeito de pintura e resolveu tentar durante um ano para “ver”no que dava. O problema era como aplicar a tinta nos lugares corretos do tecido. A solução foi fazer um desenho em relevos, para que ao passar a mão conseguisse identificar, formando assim um mapa que torna mais fácil determinar o limite do imagem.

Ao pintar utiliza tintas óleo porque cada cor possui textura própria, ajudando assim ao colocá-las na mão, saber qual a cor que está usando. John também usa as mãos para “ver” a lona, movendo-as ao longo do tecido determina os limites do desenho.

O vídeo abaixo está em inglês, porém as imagens mostram o processo.

Aos 30&Alguns é incrível a mente e a capacidade humana de superar obstáculos.

fonte: Spluch

Facebook Comments
Curta nossa página 😉
error

4 comentários

  1. Simplesmente fantástico!!!
    vendo um exemplo como esse devemos dar mais valor a nossa visão,
    Conheço algumas pessoas que como John perderam a visão sem que os médicos tivessem uma explicação.
    bjus

    Isso é que me deixou encucada, não consigo imaginar a situação de pessoas que isso ocorre, perder a visão e não saber o por que. Realmente o John é um exemplo. bjs

  2. A arte é uma grande dádiva de Deus, minha mãe pinta quadros óleo sobre tela, uma verdadeira maravilha, qualquer dia lhe mostro algumas telas, agora pintar como esse moço, é realmente a incrível capacidade de superar obstáculos que o homem possui. Abraço Veridiana.

    Silvano gostaria muito de ver, adoro arte e fiquei realmente impressionada com esse pintor… []’s

  3. A imaginação é tão importante quanto a inteligência, ou até melhor!!!

    Adão concordo com vc…


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.