Como o álcool modifica o cérebro

Lendo o Digg, acabei chegando em uma matéria que achei bastante interessante do LiveScience – “How Alcohol Changes The Brain” (Como o álcool modifica o cérebro).

O Journal of Cerebral Blood Flow and Metabolism anunciou na segunda-feira (15/06) um estudo em nome da ciência, com oito homens e sete mulheres, que consumiram álcool utilizando um canudo enquanto estavam deitados em um scanner de MRI.

Após 6 minutos que consumiram uma quantidade de álcool equivalente a três latas de cerveja (nível de álcool de sangue – NAS – de 0,05% a 0,06%), mostraram mudanças nas células do cérebro, que começaram a utilizar o açucar do álcool ao invés da glicose, o alimento “natural” do cérebro.

A concentração de substâncias como a creatina (um composto de aminoácidos presente nas fibras musculares e no cérebro), que protege as células do cérebro, diminuiram com a concentração do aumento do consumo do álcool.A Colina, um componente que participa na construção da membrana de novas células cerebrais e na reparação das células lesadas, também foi reduzida.

No dia seguinte após o consumo do alcool, o estudo mostrou que as mudanças no metabolismo do cérebro depois do consumo moderado de álcool por pessoas saudáveis são completamente reversíveis, no entanto, os médicos responsáveis pelo estudo supõe que a capacidade do cérebro se recuperar dos efeitos gerados pelo álcool, diminui ou é eliminado com o aumento do consumo de substâncias alcóolicas, podendo gerar estragos permanente no cérebro, o que ocorre com alcoólatras.

Aos 30&Alguns recomendo alguns links:

Lembre de alimentar seu cérebro

5 Formas de proteger seu cérebro

Quanto mais bebida mais o cérebro encolhe, diz estudo

Alcoolismo

Proteína cerebral para combater o alcoolismo

Facebook Comments

6 comentários

  1. Essa informação é demais preciosa para que a deixemos de lado. É uma notícia de grande relevância e merece ser publicada em vários sítios de interesse, pois muita gente pensa que álcool não traz danos.
    Obrigada amiga.
    bs,

  2. A Bíblia assim declara sobre tais bebidas:

    – “… e todo aquele que neles errar nunca será sábio.”

    Uma maneira sutil de chamar de burro! Esta semana, na novela da Globo, ouvi uma frase legal sobre o alcool com o personagem Gopal:

    – Não se pode obter coisa boa bebendo alcool.

    Isso ou coisa parecida!

  3. Adão,

    Não sei se minha experiência de vida é ruim, ou as estatísticas confirmam o que eu penso. Mas eu NUNCA conheci uma pessoa interessante num bar, especialmente se ela bebia em excesso… eu respeito quem bebe socialmente, mas concordo com sua frase, não se pode obter coisa boa bebendo álcool.

  4. Veri,
    concordo com o Fábio! Eu particularmente evito pessoas que bebem em demasia, uma coisa é beber socialmente outra é lotar a cara de bebida… Normalmente não sai nada de bom!
    Adorei o post, super informativo!
    Beijos menina

  5. Fábio Max, grato pelo feedback em meu comentário.

    Abandonei o recito de bares aos 16 anos. Eu gostava de jogar sinuca. As vezes ganhava, as vezes perdia. O problema não acontecia quando eu perdia, mas sempre quando eu ganhava. Havia nos meus adversários, a idéia que se eu ganhei, havia roubado. Isto gerava debates e brigas. Também nas festas. Desde então, nem festas, nem bares, eu frequento.

    Só vou a ambientes em que as pessoas entram, comem, bebem sucos, refrigerantes e no máximo cervejas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.