Os meus olhos. Os mesmo olhos meus. Aqui e alí. A contemplar a simplicidade das coisas, da vida, das coisas da vida. Te quero vida. Linda, infinita. Lapidada, rara. Lisboa, coisa boa. 60 SHARES Compartilhe no Facebook Tweet Follow us Share Share Share Share Share Marcela SerpaRead More →

E assim como um dia Venderei meus próprios pensamentos De dúvidas , de paixões Quaisquer que sejam Mas sem exitação No êxtase de me abrir E deixar que o ar me toque as entranhas E expulse de mim as idéias Que bailam no meu pensar 60 SHARES Compartilhe no FacebookRead More →

Sou do tipo de pessoa que adora dormir durante a viagem, mas dessa vez fiquei boa parte da viagem acordada observando os caminhos, placas, vidas e estradas. Não tem.como não.ficar impressionada.com a quantidade de urubu.na saída ou dependendo da sua direção chegada ao Rio de Janeiro, a linha vermelha cheiaRead More →

Naquela rua, desesperada, correndo e com frio. Faminta. Medo. A vontade de chegar logo. A noite caia, o sereno chegava e o dia sumia. E tudo não passou de um sonho, de uma vontade além que cessa com a chegada da alma ao corpo, encontrando seu posto e me acordando,Read More →