artesanato

Artesanato como terapia

Os proventos do trabalho artesanal para saúde mental. Desenvolver a mente e equilibrar o emocional: O artesanato como terapia

Idealização e concentração, o trabalho manual exige um esforço criativo que reflete nos detalhes, que tornam cada peça única. As vezes um hobby, outras, uma fonte de renda. O artesanato se faz presente na vida de milhares de pessoas. Tem aquelas que produzem o material, e aquelas que não abrem mão de ter uma peça exclusiva, feita com todo o carinho e minúcias que só o artesanato tem. Porém, você sabia que o impacto positivo de um trabalho manual, coligado com a arte, afeta diversas partes do corpo e principalmente a mente?   

Trabalhar a concentração, equilibrar o emocional e desenvolver a criatividade. Esses são fundamentos que o artesanato e trabalhos manuais estimulam com a pratica. Essas ações atuam no cérebro como uma forma de pausar suas rotinas habituais, inclusive como forma de introspecção para melhorar a saúde emocional e manter o equilíbrio. 

Segundo um levantamento com 3.545 artesãos, realizado pela Betsan Corkhill, permitiu-se concluir que o artesanato tem qualidades que são benéficas para o desenvolvimento do cérebro e da saúde emocional. Muitos dos entrevistados afirmaram “Hoje sou mais feliz”

Pesquisas em neurociência, mostram que artesanato, têm muito em comum com a questão da atenção plena e da meditação – é relatado que todos têm um impacto positivo na saúde mental e bem-estar.

Caixas decoradas, tricô, bordado, quadros, não importa qual trabalho artesanal como esteja fazendo, as vantagens terapêuticas são comprovadas.

“As mãos se tornam a ferramenta principal, o olhar fica mais sensível. É uma verdadeira entrega e conexão que envolve dedicação e sensibilidade, é terapêutico” diz Lucy Lemmi, ceramista há 20 anos, ela realiza um trabalho no torno e na modelagem e afirma que cada peça entregue, tem um detalhe único da sua dedicação.

“O Artesanato é uma forma de expressão milenar e universal que possibilita ao artesão uma integração e comunicação interior” afirma Lucy.

 O processo de criação envolve idealizar, identificar formas, cores e texturas. Exercitar o cérebro é trabalhar a criatividade e a pró-atividade. Para muitos, o artesanato dá sentido à vida.  

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.