31/07 – Dia Mundial do Orgasmo

É comemorado, no dia 31 de julho, o Dia Mundial do Orgasmo. Muita gente não imagina, mas ele é de suma importância para o bem-estar de um casal. Pelo menos é o que informa a pesquisa da AshleyMadison.com, principal site de relacionamentos extraconjugais, com mais de 1300 usuários. Ela apontou que, para as mulheres, a falta de prazer sexual é um motivador para a traição.

Falta de prazer

Quando perguntadas se seus cônjuges eram capazes de fazê-las gozar, 49% das mulheres entrevistadas disseram que seus maridos só lhes faziam atingir o climax “às vezes” ou “raramente”. No entanto, 83% disseram que conseguiram gozar com seu parceiro extraconjugal e, quando perguntadas sobre a frequência, mais da metade (59%) alegaram ter um orgasmo “sempre” ou “a maior parte do tempo” com seu amante.

Então, por que as esposas procuram se satisfazerem sexualmente fora do casamento? De acordo com os dados, 43% das mulheres entrevistadas dizem que a maior barreira para alcançar um orgasmo é a falta de esforço de seu parceiro. Quando perguntadas mais especificamente por que seus maridos não conseguem fazê-las gozar, o maior problema identificado é que seu parceiro está muito focado em si (29%), seguido do sexo sendo muito confortável/falta de excitação (28%) e uma falta de atração/não sendo capaz de criar o clima (24%). Parece que uma relação extraconjugal faz com que o tesão flua novamente com 62% dizendo que a principal razão pela qual elas gozam mais com um amante é porque eles se concentram mais no prazer da mulher, e não no próprio. A atratividade do amante ocupa o segundo lugar (46%).

O que as mulheres querem

O que é que as mulheres mais desejam? Bem, 70% das mulheres entrevistadas disseram que têm orgasmos mais frequentemente durante o sexo oral e 70% dizem que é mais provável gozarem à noite e não pela manhã. Isso significa menos sexo “papai-mamãe” carregado de mau hálito matinal, rapaziada!

Orgasmos … notícias falsas?

Quando perguntadas sobre fingir um orgasmo, 28% das mulheres entrevistadas dizem que nunca fingiram, embora 45% dos homens pensem que sua parceira tenha forjado um orgasmo antes. Quando perguntados, 45% dos homens entrevistados dizem que, se soubessem que sua parceira estava fingindo, eles estariam determinados a descobrir onde eles estavam errando, para que pudessem se tornar um amante melhor.

Dicas sobre orgasmo de especialistas em casos extraconjugais:

1- Descubra o que excita a sua amante – A comunicação é fundamental, então tome um tempo e fale com sua parceira sobre o que ela quer. Mesmo que vocês estejam juntos há muito tempo, as pessoas mudam e, também, suas necessidades e desejos sexuais. Mostre-lhe que o prazer dela é um pré-requisito para o seu, e você a fará gemer em pouco tempo!

2- Anime-se – Você pode estar tendo uma longa semana, ou simplesmente não estar se sentindo tão confiante. Mas a falta de entusiasmo geralmente deixará sua parceira se sentindo subestimada e pior, indesejável. Quanto mais você mostrar que está envolvido e se divertindo, é menos provável que elas busquem essa excitação sexual em outro lugar.

3- Não pense só em você – faça com que ela se sinta querida e especial e ela não só se sentirá satisfeita, mas provavelmente estará mais propensa a corresponder. Esqueça de fazer isso e ela pode encontrar alguém para fazê-lo.

4- Trate-a como você gosta de ser tratado – o que significa NÃO FINJA. Os fauxgasms (orgasmos falsos) são uma solução a curto prazo para um problema a longo prazo. Experimente novas técnicas, mesmo se você se sentir incomodado à princípio. Quanto mais você continuar fazendo o que ela não gosta, mais esse problema vai se estender.

5- Não relaxe – Mantenha alguns padrões. É fácil deixar as coisas passarem quando você não sente mais a necessidade de impressionar sua parceira ou pensa que não tem mais nada a provar…, mas essa será exatamente a razão pela qual ela irá lá fora procurar por mais orgasmos. Mantenha uma rotina de exercícios, alimente-se de forma saudável e mantenha seu estilo.

________

Facebook Comments
Curta nossa página 😉
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.