Você sabia que o Brasil integra a maior rede internacional de registro de doadores de medula?

Você sabia que o Brasil integra a maior rede internacional de registro de doadores de medula?

Na semana passada falei  sobre o Projeto Imagem Solidária, como todos sabem a saúde em nosso país é um assunto sério e parece que os governantes, nossos representantes que foram eleitos por nós, por não passarem nem perto do sistema único de saúde (SUS), deixam que o caos se instale e a população sofrida permaneça por horas, dias e muitas vezes meses aguardando por um atendimento.

Como consequência, aqueles que podem, não porque o dinheiro está “sobrando”, mas muitas vezes porque apertam aqui e enxugam gastos alí, acabam pagando por um plano de saúde.

Hoje o objetivo é o mesmo de quando escrevi o post sobre o Projeto Imagem Solidária que acontece no Rio de Janeiro, a intenção é mostrar que apesar do descaso com a população na maior parte do tempo, felizmente tem projetos, programas e informações legais referentes ao que está acontecendo em diversas cidades do Brasil que devem ser compartilhados.

Você sabia que o Brasil integra a maior rede internacional de registro de doadores de medula?

Em 2007 o SUS realizou 1567 transplantes de medula óssea, esse transplante é indicado no tratamento de doenças como leucemias, linfomas, talassemias e anemias aplásticas.

Até dezembro de 2008, 202 pacientes aguardavam por um transplante  e outras 2062 pessoas buscavam um doador compatível.

O nosso Sistema Nacional de Transplantes alcançou padrão de qualidade internacional e passou a integrar a maior rede de registros de doadores de medula óssea do mundo, a primeira parceria será com o sistema americano National Marrow Donor Program (NMDP).

Integrando a maior reder internacional de registro de doadores de medula, além de pacientes estrangeiros poderem identificar e utilizar as células-tronco hematopoéticas de doadores brasileiros, aumentarão as chances de brasileiros encontrarem doadores no exterior.

Segundo informações da Agência de Saúde Brasileira, desde 2001, o SUS financia a identificação, coleta e transporte das células de doadores internacionais até o Brasil.

“Até o fim de 2009, o Ministério espera atingir 1,5 milhão de doadores cadastrados. Para isso, serão investidos R$ 7 milhões.”

fonte: Agência da Saúde

Aos 30&Alguns eu sempre digo que é bom compartilhar informação, você não acha?

Facebook Comments

3 comentários

  1. Muito legal este seu post a respeito da doação de Medula òssea. É importante as pessoas conhecerem e saberem como funciona. Fico feliz que esta área esteja crescendo no país, ainda mais que tenho minha família envolvida nestes projetos, pai médico e irmão biólogo.

  2. Legal saber disso Veri! Eu realmente não sabia. Por incrível que pareça, ainda não sei se posso ser doadora, verei!
    Beijos menina


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.