Urubús em um mundo tão oposto ao meu

Urubús em um mundo tão oposto ao meu

Sou do tipo de pessoa que adora dormir durante a viagem, mas dessa vez fiquei boa parte da viagem acordada observando os caminhos, placas, vidas e estradas.

Não tem.como não.ficar impressionada.com a quantidade de urubu.na saída ou dependendo da sua direção chegada ao Rio de Janeiro, a linha vermelha cheia de urubús avistando as comunidades a sua volta, ao mesmo tempo em que saúdam os viajantes que.chegam e que vão.

Ao ler as placas me deparo com realidades distintas e vejo a importância do trabalho, pois sendo criada adolescente na zona sul carioca, o bairro mais distante que eu conhecia pessoalmente era o Flamengo e ao entrar no mundo acadêmico, estágios e empregos comecei a conviver com pessoas dos mais variados bairros e assim acabei conhecendo bairros como o Catumbi, Centro, Tijuca, entre tantos outros.

Na estrada acompanhamos apenas somente se quisermos pequenos flashes das vidas que a beiram, das comunidades, das casas humildes, da pelada na terra batida repleta de lixo e mais urubus dos alto parados admirando esse mundo tão oposto ao meu.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.