Veri Serpa

A verdade é que com o passar dos anos, especialmente a partir dos 30, pelo menos no meu caso e de pessoas próximas com quem tenho conversado, a cada dez anos temos o costume, até mesmo inconsciente, de pensar na velhice e ponderarmos sobre a vida, sobre o que deveríamosRead More →

Os meus olhos. Os mesmo olhos meus. Aqui e alí. A contemplar a simplicidade das coisas, da vida, das coisas da vida. Te quero vida. Linda, infinita. Lapidada, rara. Lisboa, coisa boa. Curta nossa página 😉Marcela SerpaRead More →