Os meus olhos. Os mesmo olhos meus. Aqui e alí. A contemplar a simplicidade das coisas, da vida, das coisas da vida. Te quero vida. Linda, infinita. Lapidada, rara. Lisboa, coisa boa. Curta nossa página 😉Marcela SerpaRead More →