Quando o amor morre?

Quando o amor morre?

O amor não morre porque um dos parceiros fez uma grosseria com outro.

O amor morre quando repetidas vezes grosserias são feitas em um relacionamento.

O amor não morre porque uma vez um dos dois se sentiu ignorado ou rejeitado.

O amor morre quando várias vezes alguém se sente ignorado ou rejeitado.

O amor não morre quando uma vez ou outra datas comemorativas foram esquecidas.

O amor morre quando inúmeras vezes alguém tem de relembrar o outro as datas comemorativas.

O amor não morre quando um filho nasce.

O amor morre quando uma das partes não consegue entender o que se passa com o outro depois do nascimento de um filho.

O amor não morre quando um dos dois não gosta de um sogro, de uma sogra, de um cunhado.

O amor morre quando um dos dois não consegue aceitar a família do outro como ela é.

Aos 30&Alguns já vi muitos casais se separarem, casais que se amaram, alguns construíram família, comemoraram feriados e datas festivas, trocaram juras de amor, choraram e riram juntos, a separação ocorreu simplesmente porque o amor que um sentia acabou e o outro nem mesmo foi capaz de perceber que aos poucos foi contribuindo para a morte do amor que o outro sentia.

Em um relacionamento se você não for capaz de falar que algo está acontecendo repetidamente está te incomodando, é aí nesse momento que você vai estar aceitando a morte do amor.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.