A população da internet, mapeada por nacionalidade

mapa_internetMark Graham, professor associado do Oxford Internet Institute, criou um mapa que revela a população da internet, ou seja o número total de usuários da Internet em um país, bem como a percentagem da população que tem acesso à Internet. O mapa utiliza dados de 2011  obtidos do Banco Mundial através de monitoração sobre usuários de Internet e as conexões à Internet por país desde a década de 1990 como parte de seu projeto Worldwide Governance Indicators.

Os dados são visualizados com um cartograma em forma de hexágono em que o tamanho de cada país é elaborado com base em sua população de usuários da Internet. Cada hexágono representa cerca de um terço de milhão de usuários da Internet. Países que não alcançaram este número foram removidos do mapa. O sombreamento de cada país reflete a taxa de penetração da Internet: tons mais escuros indicam níveis mais elevados de utilização da Internet pela população.

O noroeste da Europa e a Coréia do Sul estão à frente de outros povos quando se trata de penetração da Internet, enquanto a Índia, Indonésia e grande parte da África estão bem atrás.

A China, por exemplo, tinha mais de meio bilhão de pessoas conectadas, contando com a maior população do mundo na Internet. Os Estados Unidos, Índia e Japão, vem logo em seguida, como os próximos países mais populosos de usuários da Internet.

Olhando para os maiores países da Internet, vemos duas tendências importantes,a ascensão da Ásia como o principal contribuinte para a população mundial conectada na Internet; 42% dos usuários de internet do mundo vivem na Ásia. A China, a Índia e o Japão sozinhos possuem mais usuários de Internet do que a Europa e América do Norte juntas.

Através do mapa podemos notar também que alguns dos maiores países com Internet no mundo se enquadram na categoria superior (> 80%) de penetração da Internet, um exemplo é a Índia que se enquadra cai na categoria mais baixa, a <20% de penetração.  Notamos assim que mesmo nas maiores nações com Internet do mundo, ainda há espaço significativo de crescimento.

Também vemos um padrão geográfico interessante de penetração da Internet. Todos menos quatro dos países (Canadá, Nova Zelândia, Qatar, e Coréia do Sul ) com uma taxa de penetração da Internet de mais de 80% estão na Europa.

A maioria dos países latino-americanos contava com mais de 40% de seus cidadãos sendo usuários da Internet. Devido a esse fator, a América Latina como um todo, passou a abrigar quase tantos usuários de Internet quanto os Estados Unidos.

Alguns países africanos têm visto um crescimento vertiginoso, enquanto outros não mudaram quase nada desde 2008 quando havia sido a última vez que ocorreu esse tipo de mapeamento.

Nos últimos três anos, quase todos os países do Norte Africano dobraram sua população de usuários de Internet (Argélia é uma notável exceção). Quênia, Nigéria e África do Sul, também tiveram um crescimento maciço. No entanto, mais da metade dos países da África Subsariana, região do continente africano a sul do Deserto do Saara, tem uma penetração de Internet de menos de 10%.

Por isso, é importante lembrar que, apesar dos impactos enormes que a Internet tem na vida cotidiana para muitas pessoas, a maioria das pessoas em nosso planeta permanecem totalmente desconectadas. Apenas um terço da população mundial tem acesso à Internet, isso mesmo que você leu, apenas 1/3.

Via

 

 

Facebook Comments

ADD YOUR COMMENT

Mostrar botões
Esconder botões