Documentário BRASIL BRASIL Episódio 01 – Do Samba À Bossa (2007)

Brasil Brasil foi filmado em celebrações massivas do carnaval no Brasil, nas favelas sem lei, as extraordinárias cerimônias de maracatu do interior do norte, e nos clubes de música em Salvador e More »

Peça Teatral A CURIOSA HISTÓRIA DE …

Release: Nosso imaginário é feito de histórias que nos habitam e são como um espelho, dizem como reconhecemos o mundo. A CURIOSA HISTÓRIA DE … relata, através do privilegiado olhar de três More »

A história da bicicleta

Desde a infância a bicicleta faz parte da vida de muitos de nós. Ganhamos e geralmente aprendemos a andar com a ajuda dos pai, tornando-se assim uma das memórias da infância mais More »

#dicaboa Segurança no Trânsito

Hoje em dia como o trânsito nas grandes metrópoles e em muitas cidades Brasileiras está caótico, sempre é bom relembrar algumas dicas básicas de trânsito como por exemplo, parece bobagem falar sobre More »

[Vídeo] Show das Poderosas (Versão Jazzy-Bossa-Acústica)

Vídeo da música Show das Poderosas na versão jazzy-bossa-acústica na voz de Gabriela Albuquerque: More »

 

Tentei

Tentei entender certas coisas incompreensíveis
Porém não entendendo aceitei
Como a dor do parto
Ou a dor da traição

Tentei saber-me indo
E ao não ir não me soube achada
Perdida em mil metades
Desencontradas

Tentei medir aquilo que
Não fui capaz de compreender
E na minha tenra aceitação dos fatos
E das idades mundanas
Das cabeças e das raízes humanas
Percebi que vale mais dar
Embora a falta me ensurdecesse os parâmetros
Me recebesse em prantos
Cadê eu?
Onde estou?

Como irmãos podem influenciar negativamente na nossa saúde

Um novo estudo realizado com adultos bolivianos sugere que ter um irmão mais novo pode elevar a pressão arterial na idade adulta. O efeito, detalhado na revista Economics and Human Biology, apresenta um mecanismo, sugerindo que nesta região, um irmão mais novo, diminui a atenção dos pais nas crianças mais velhas, além de sobrecarregá-las com responsabilidade extra.

Quando há mais irmãos na família e os recursos dos pais são limitados, muitas vezes o irmão mais velho é quem ajuda a cuidar do irmão mais novo o que engatilha um tipo de estresse já na infância.

Em um estudo anterior, em que a pressão arterial de 374 adultos que vivem em 13 aldeias bolivianas na Amazônia foi medida, detectou-se que adultos com irmãos mais novos tendem a ter um colesterol mais alto do que as outras crianças, principalmente aqueles cujos pais tiveram mais de quatro filhos.

Irmãos menores trazem um risco maior à saúde, os adultos com irmãos mais novos tiveram a pressão arterial até 6% maior do que os outros. Irmãs mais novas também eram um problema, mas apenas para as meninas mais velhas, cuja pressão arterial aumentou de 3,8% para cada irmã mais nova.

Mas o pico da pressão arterial, provavelmente, não foi causado por brigas entre irmãos ou irmãos e sim o fato de terem que olhar pelos mais novos, já que isso requer muito trabalho. Em áreas onde os irmãos mais velhos têm a responsabilidade de ajudar os irmãos mais novos, por exemplo,  a encontrar emprego ou até mesmo uma esposa ou namorada ocorre um salto na pressão arterial.

Felizmente, o estresse dos irmãos mais novos diminui com a idade, já que quando as pessoas ficam mais velhas, geralmente, tendem a encontrar suas próprias casas, criar suas famílias, deixam de viver com os irmãos mais novos e acabam tendo mais controle sobre suas vidas.

De acordo com um estudo realizado em 1991 no New England Journal of Medicine, as pessoas de países desenvolvidos não podem culpar os irmãos mais novos pela alta pressão arterial, com menos irmãos,  mais recursos e menos responsabilidades em relação aos irmãos mais novos, a culpa geralmente é do sedentarismo e estilo de vida rico em calorias.

Apesar da pesquisa ter sido feita em uma região da Bolívia, não dá para não pensar nas milhares de crianças brasileiras com um histórico familiar similiar, muitos irmãos, tendo que ajudar os pais e no futuro tendo uma alta taxa de colesterol.

Quem diria que em algumas situações os irmãos podem fazer mal á saúde?

Via.

Lançamento da Campanha Papai Noel dos Correios 2012

Campanha Papai Noel dos Correios

Apesar de já estar rolando alguns posts no facebook a respeito do Papai Noel dos Correios, hoje acontece o lançamento nacional da Campanha Papai Noel dos Correios 2012 no Prédio Histórico dos Correios, localizado na Avenida São João, S/N, Vale do Anhangabaú, em São Paulo.

Realizada há mais de 20 anos, a campanha tem como principal objetivo responder às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e, sempre que possível, atender aos pedidos de presentes. Segundo os Correios, nos últimos três anos, em todo o País, foram recebidos quase 4,5 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel dos Correios.  Desse total, 2.041.014 atendiam aos critérios da campanha e 71% delas, 1.459.927 cartas, foram adotadas.

Desde 2010, os Correios estabeleceram parcerias com escolas públicas, creches e abrigos que atendem crianças necessitadas.

Mais de 120 mil empregados dos Correios e da sociedade brasileira ajudam na campanha, atuando como ajudantes ou padrinhos. Os ajudantes do Papai Noel são as pessoas interessadas em apoiar na leitura das cartas, leêm, cadastram informações e separam as cartas. Os padrinhos adotam as cartinhas, providenciando os presentes solicitados pelas crianças.

As cartas são disponibilizadas para adoção na casa do Papai Noel ou em outras unidades dos Correios, os presentes relativos às cartas adotadas são entregues pelos padrinhos nos pontos divulgados pelos Correios para que posteriormente a entrega seja feita pela ECT.

As datas da campanha, que podem variar em cada Estado, e as demais informações oficiais sobre o Papai Noel dos Correios podem ser obtidas na página www.correios.com.brpapainoelcorreios2012 ou pelos telefones 3003 0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades).

Vivendo

Há coisas que já se foram e eu queria que voltassem.

Há caminhos que não passei e pelos quais queria ter caminhado.

Há atitudes que não tomei e engoli em seco, podendo as ter tomado, podendo ter revidado.

Há frases que não falei quando na verdade o que eu mais queria era tê-las falado.

Há campos pelos quais não andei, rios que não atravessei, livros que ainda não li, pessoas que sequer conheci, coisas que estão por vir.

E o sol se põe, se esguia da montanha e se esconde atrás delas, por elas, entre elas. E a noite cai e eu me deito e me deleito. E sonho, e encanto e me desencanto. Me enamoro me desenrolo. Em todo o ser. Em todo o meu ser.

A noite desaparece, desce mais e o dia aparece. Quero que neste dia que amanhece todos se encontrem lá, nas ruas que não passei. E quem sabe, talvez eu tome os rumos que não tomei e conheça aqueles que não conheci. E que este dia não se acabe nunca. E que todos de mãos, unidas, braços entrelaçados um a um, traguemos todas as sementes de possibilidade. Sorvamos a gloria da vida e que o supremo fatal nos encontre.

Agora nada poderá nos deter, pois viramos estrelas no infinito azul do céu. Nada mais e oculto, tudo e claro e se faz transparecer. E tudo que não sabia, sei. E tudo que não queria, quis. E o que não tinha tomado, provei com gosto. E naveguei mares, bebi vida, engoli saliva pois fiz de com que o seco se dissolvesse, se embebendo nele mesmo.

Que nada permaneça, mas também não se acabe. Apenas continue em espaços diferentes até se encontrar na estrada da vida, no longo caminho de volta para casa. Sem rumo certo, sem meio, fim ou começo.

Mas juntos. Sempre. Vivendo o que tiver de ser.

Será que os pais prestam atenção no transporte escolar que seus filhos?

Já faz um tempo que venho pensando a respeito dos transportes escolares, o meu filho não precisa, pois moramos bem próximos da escola e a única vez que tentamos foi um completo fiasco, pois o dono do transporte esqueceu do combinado e deixou o meu pequeno na escola.

Perto da minha casa tem várias escolas, então é comum ver vans e ônibus dos mais variados tamanhos circulando pela redondeza e sempre fico reparando se estão correndo, se dão seta ao virar em alguma rua, etc e fico pensando se os pais cujos filhos estão dentro daqueles veículos tem a mesma preocupação.

Ontem vi um fato que me deixou encucada, o rapaz que faz o transporte escolar na escola do meu filho, aparentemente estava com sua van quebrada e mesmo assim foi buscar as crianças em um Uno, colocou cinco crianças (entre 2 e 6 anos) sentadas no banco de trás, nenhuma criança estava sentada na cadeirinha, e o cinto de segurança normal do veículo foi utilizado para “laçar” as crianças.

Vários erros nessa cena, aí vem a pergunta, será que esses pais ou responsáveis que receberam as crianças acharam isso normal? Porque eu admito que se o meu filho chega assim, não ia prestar. E vocês o que pensam sobre isso?

Dieta e exercícios para homens depois dos 30

Em qualquer idade, uma dieta saudável e exercícios ajudam a controlar o peso e manter o indivíduo forte e apto para a vida. Aos 30 anos de idade os homens devem rever seus hábitos alimentares para incluir a quantidade certa de calorias e nutrientes para o seu peso ideal e atividades físicas na maioria dos dias da semana.

Para determinar a necessidade calórica diária é necessário calcular a taxa metabólica basal (TMB), ou seja, a quantidade de calorias necessárias par manter o organismo funcionando.

Para um homem adulto uma TMB = [293 - (3,8 x idade)] + (456,4 x altura em metros) + (10,12 x peso em quilos)

Uma vez sabendo quantas calorias são necessárias em um dia, deve-se iniciar a começa a tentar obtê-las através da alimentação saudável corrigindo os hábitos alimentares com uma dieta que consiste principalmente de grãos integrais, frutas, legumes, proteínas magras e uma quantidade elevada de fibra, assim o corpo estará ingerindo os nutrientes adequados e reduzindo o risco de desenvolver doença cardíaca, a ameaça nº1 à saúde dos homens.

Alimentos ricos em gordura saturada, colesterol e sódio devem ser consumidos com moderação, bem como o consumo de álcool, ajudando assim a evitar certos tipos de câncer.

O exercício regular é uma das melhores maneiras de diminuir os riscos de problemas com a saúde e de controlar o  peso. A partir dos 30 anos os homens precisam de pelo menos 30 minutos de exercício aeróbio moderado 5 dias por semana, ou 20 minutos de atividade aeróbica vigorosa 3 dias por semana.

Algumas dicas: jogar futebol, tênis ou basquete, pedalar ou nadar. Enquanto o coração estiver sendo bombeado e os músculos principais estiverem em movimento grandes chances de evitar doenças cardiovasculares.

Alternar as atividades ajuda a não ficar entediado.

Além de um treino de cardio, existe a necessidade de treinamento de força que pode ser feito utilizando pesos ou faixas de resistência duas vezes por semana. Cada sessão deve ser composta de 8 a 10 exercícios, utilizando um peso ou faixa que permita realizar de 8 a 12 repetições de cada exercício, podendo optar por concentrar o peso na parte inferior do corpo durante uma sessão e na parte superior e abdominais durante a próxima, sempre certificando-se de deixar o corpo descansar por pelo menos um dia entre as sessões, nunca trabalhando os mesmos músculos  dois dias seguidos.

Depois dos 30 é sempre bom estar atento com a saúde, e a dieta alimentar é importante, porque atualmente o objetivo é chegar no mínimo até os 90…

Via.

Quando o amor morre?

O amor não morre porque um dos parceiros fez uma grosseria com outro.

O amor morre quando repetidas vezes grosserias são feitas em um relacionamento.

O amor não morre porque uma vez um dos dois se sentiu ignorado ou rejeitado.

O amor morre quando várias vezes alguém se sente ignorado ou rejeitado.

O amor não morre quando uma vez ou outra datas comemorativas foram esquecidas.

O amor morre quando inúmeras vezes alguém tem de relembrar o outro as datas comemorativas.

O amor não morre quando um filho nasce.

O amor morre quando uma das partes não consegue entender o que se passa com o outro depois do nascimento de um filho.

O amor não morre quando um dos dois não gosta de um sogro, de uma sogra, de um cunhado.

O amor morre quando um dos dois não consegue aceitar a família do outro como ela é.

Aos 30&Alguns já vi muitos casais se separarem, casais que se amaram, alguns construíram família, comemoraram feriados e datas festivas, trocaram juras de amor, choraram e riram juntos, a separação ocorreu simplesmente porque o amor que um sentia acabou e o outro nem mesmo foi capaz de perceber que aos poucos foi contribuindo para a morte do amor que o outro sentia.

Em um relacionamento se você não for capaz de falar que algo está acontecendo repetidamente está te incomodando, é aí nesse momento que você vai estar aceitando a morte do amor.

Acreditar

A verdade é que não somos nós os diferentes. Os outros é que são iguais, pensam igual, comem e dormem, estudam, saem e só. Não tem nem terão uma estória de vida e/ou um fato marcante para contar aos seus filhos. Lhes falta apenas um pouco de luz, um sopro de vida. E é exatamente isso o que sempre tivemos e agora, nesse exato momento se faz revelar por nós mesmos.

Já crescemos, não somos mais crianças e temos coragem e principalmente a necessidade de passar a nossa essência adiante e nos fazer entender por toda uma geração o que se perdeu e continua perdida ou está se desfazendo em cada esquina, cada página virada da vida, que não e mais vida, mas somente a simples existência. E sem vida não há sonhos. E sem sonho não há ser humano.

Que nós nos unamos junto aos nossos iguais a fim de plantar sementes de possibilidade, escolha e decisão. E assim poderemos cumprir nossa missão de extraterrestres nessa terra de ninguém. E ser feliz, e amar, e viver. Sem medo, na totalidade do verso falado e escrito, vivido e agido. Esse é o gozo da vida, é a vontade de querer e de fazer por onde para poder. Não basta ter sonhos, e só neles viver. É preciso tentar. É necessário lutar. Tem que acreditar.

Existindo

A busca e incansável.

De uns tempos pra cá tenho me encontrado. Ou, pelo menos, tento me procurar até me achar. Fiz amigos. Amigos novos com cabeças diferentes, pensantes, sedentas de vida.

Amigos felizes que me ajudam a viver e como eles, ser feliz. Talvez, eles não sejam estranhos. São apenas eles mesmos, se preocupam com o hoje, o momento, com a beleza da vida, a areia da praia, a água salgada do mar. Com o vento batendo nos cabelos, os pensamentos indo e vindo.

Estas pessoas são apenas e nada mais como eu e você. Sabe!

Eles trazem a nossa felicidade e aquela nossa preocupação (que para alguns parece tola) além-terra e além-mar que ultrapassa o cotidiano e talvez, toda a eternidade.

Ás vezes me pego pensando no nada, na inconstância da vida, na formosura do ser, na certeza somente na incerteza. Em guerra interior (meus conflitos mentais) e na paz aberta travada entre os três poderes superiores, as três esferas supremas: a certeza em mim, o encontro no outro e a fé em Deus.

Em amor e em luta. Em minha busca infindável pela minha própria procura de mim mesma, até achar o inevitável que sou eu em forma de mim.

Tenho procurado me amar.

E nessa luta, tento me encontrar vivendo na imensidão do ser que sou e mal conheço porque mal me foi apresentado. E a vida vai, e os pensamentos nos levam a mares nunca dantes navegados.

Antigamente viajava em minha própria essência lutando contra tudo que não era real, mas existia. Mas agora não penso mais em existir. Porque hoje procuro apenas viver. E acabo vivendo. E acabo por existir. E encontro em mi mesmo, numa sala escura que não tem luz própria, mas por mim é iluminada. Pois que me sinto radiante, como uma esfera brilhante, como o sol, estrela de quinta grandeza.

Paremos com o raciocínio lógico, a visão absurda, a vivência no realismo. E que o real passe a ser imaginário. E a fantasia em si acabe por se encontrar em sua real totalidade. Como nunca, como sempre. Entre o tudo e o nada, o ontem e o amanhã. Apenas se encontre no agora, no presente viver, neste minuto e no sempre e no eterno e na inconstância. Existindo.

Blogagem Coletiva: É da nossa conta! Trabalho infantil e adolescente #semtrabalhoinfantil

Havia sido convidada para participar da Blogagem Coletiva: É da nossa conta! Trabalho infantil e adolescente #semtrabalhoinfantil que foi até o dia 19/10, mas como considero o tema importante, resolvi mesmo assim, dar a minha contribuição.

A blogagem é relacionada a campanha da Fundação Telefônica realizada em conjunto com o UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a OIT (Organização Internacional do Trabalho), entitulada ” é da nossa conta! Trabalho Infantil e adolescente” e conta com a participação de pessoas ilustres como Maurício de Sousa, que elaborou um gibi especial da Turma da Mônica sobre a temática; Wellington Nogueira, fundador da ONG Doutores da Alegria e a embaixadora do Unicef Daniela Mercury, que gravaram vídeo em apoio ao tema.

O objetivo é criar um movimento forte de conscientização da urgência da erradicação do trabalho infantil e adolescente já que o “Brasil ainda tem mais de 40 mil crianças e adolescentes exercendo atividade econômica e fora da escola”.

Em junho, participei da Blogagem Coletiva de Combate ao Trabalho Infantil #semtrabinfantil, também a convite da Sam do “ A vida como a vida quer“ e acho extremamente importante termos consciência da importância do combate ao trabalho infantil e adolescente que infelizmente faz parte do nosso dia-a-dia, basta olhar nos sinais das grandes cidades, nas colheitas no interior e em tantos outros setores da sociedade.