Infecção urinária na gravidez #gravidez #infecçãourinária

Infecção urinária na gravidez #gravidez #infecçãourinária

Apesar de não ter tido em nenhuma das vezes em que engravidei, a infecção urinária é comum durante a gestação, as infecções do trato urinário (ITUs) costumam ocorrer principalmente no primeiro trimestre de gravidez e segundo a Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, cerca de 10% das mulheres apresentam o problema durante esse período. Na maioria das vezes, as ITUs são causadas pela bactéria Escherichia coli (E. coli), presente na flora intestinal.

Fatores que ajudam:

  • devido à anatomia feminina, as bactérias percorrem um caminho mais curto para chegar à bexiga, causando as infecções. Nas gestantes, as alterações hormonais elevam a quantidade de glicose na urina, levando à proliferação de bactérias.
  • como a progesterona relaxa os músculos da uretra, a velocidade do fluxo da urina dos rins para a bexiga diminui, podendo aumentar a presença de micro-organismos.
  • a resistência da mulher diminui, facilitando a ocorrência de ITUs.

Sintomas e medidas preventivas

  • infecção urinária leve – gestante pode não apresentar sintomas.
  • infecção urinária agravada – ocorre ardor ao urinar, dor em baixo ventre, alteração na cor, tornando-se escura, turva ou rosada devido à presença de sangue, além de ter forte odor.
  • a mulher pode apresentar náusea, vômito, febre, calafrios e dor na lombar (região dos rins). Em situações mais graves, ocorrem contrações do útero, parto prematuro, hipertensão arterial e até abortamento
  • pré-natal  – maneira de prevenir e tratar possíveis alterações no tempo adequado, é necessário fazer exames de urina de três em três meses.
  • prevenção  – pode ser realizada no dia a dia, adotando-se medidas simples e eficientes, como cuidar da higiene pessoal, beber de 1,5 a 2 litros de água por dia e evitar segurar a urina.
Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.