Igualdade de gênero no ensino

Diferente do que muitos pensam ou confundem, a Igualdade de gêneros significa que homens e mulheres devem ter os mesmos direitos e deveres, considerada a base para a construção de uma sociedade livre de preconceitos e discriminações. Muitos confundem o assunto com identidade de gêneros e orientação sexual.

Na primeira infância as crianças aprendem a diferença de gêneros, mas nem todos os pais e nem todas as escolas transmitem o conceito de igualdade entre homens e mulheres, e a erradicação de estereótipos que envolvem ambos os sexos, é preciso mostrar a milhares de alunos/alunas que podem ter as mesmas ambições profissionais e terem os sonhos que quiserem independente do seu sexo ou classe social.

As escolas são um dos principais espaços em que crianças e jovens interagem e formam os seus valores sociais. Pensando nisso, a especialista Leiza Oliveira, CEO da Minds Idiomas, desenvolveu uma lista com os 5 principais motivos para as escolas aderirem a igualdade de gênero dentro e fora da sala de aula:

  • Formação de pessoas críticas e reflexivas – debates sobre o assunto com as/os alunos sobre a importância da igualdade supera os preconceitos e opressões, e minimiza a desigualdade, como a divisão sexual do conhecimento ou estereótipos, promovendo seres humanos mais críticos e empáticos.
  • Promoção da escolha de profissão baseada na aptidão e não no estereótipo –  mais da metade dos alunos matriculados em cursos superiores no país são mulheres, porém a maioria se concentra nas ciências humanas enquanto os homens nas ciências exatas. Essa ainda é uma tendência fruto do estereótipo a respeito dos papéis de gênero que são representados no sistema de ensino. Os homens são 77,54% dos matriculados em cursos de ciência da computação ( Dado no CNpq), por exemplo. À partir do momento que erradicamos a discussão de papéis amplia-se o debate e não a generalização das profissões.
  • Remunerações devem ir além de gênero –  de acordo com dados da RAIS – Ministério do Trabalho e emprego – trabalhadores com o mesmo nível de escolaridade apresentam diferenças no salário. Homens ganham em média R$ 5.572,28, enquanto as mulheres recebem R$ 3.357,34. Com o ensino da igualdade de gênero nas salas de aula, a premissa da remuneração de acordo com qualificação cresce entre os futuros gestores de empresas e companhias. É um trabalho a longo prazo que pode ter resultados consistentes.
  • Professores treinados e ouvintes promovem igualdade –  a igualdade de gênero deve ser feita fora e dentro da sala de aula, os docentes têm a responsabilidade de passar os valores de igualdade para os mais jovens. É necessário treinar os pedagogos para praticarem o combate contra todo tipo de preconceito.
  • Valorização da diversidade na sociedade brasileira – com os valores de igualdade alcançamos a igualdade de gênero, raça-etnia, liberdade de orientação sexual, e fortalecimento dos direitos humanos. Consegue-se o respeito pela sociedade e mais do que isso a empatia com os seres que compõem essa sociedade.
Facebook Comments

ADD YOUR COMMENT

Mostrar botões
Esconder botões