Freelancer x limitação da internet

Uma possível implementação de limite do uso da internet banda larga fixa pelas grandes empresas de telefonia  poderá prejudicar os consumidores que utilizam a internet como principal meio de trabalho, os freelancers, abaixo  algumas dicas para que a rotina não seja afetada com a solução.

1) Evitar baixar ou enviar arquivos em anexo por e-mail. Para isso, o profissional pode utilizar ferramentas como Google Docs e Dropbox para realizar trabalhos que fiquem disponíveis para os clientes sem precisar enviar documentos e arquivos em anexo por e-mail cada vez que uma modificação for feita para aprovação. É possível pausar a sincronização a qualquer momento se o Google Drive estiver consumindo muito a conexão da Internet.

2) Utilizar aplicativos de texto para comunicação com o cliente, como WhatsApp, Messenger e o chat do Hangout, por exemplo, para economizar os dados geralmente gastos em chamadas por Skype e Hangouts.

3) Para profissionais de Web Design e de TI, é indicado trabalhar em localhost (offline), e só subir o site ou sistema para o servidor do cliente quando estiver pronto. Para fazer testes, ferramentas como o TeamViewer, que permite a conexão remota entre os usuários, podem ser utilizadas. Assim, o cliente poderá se conectar remotamente ao computador do freelancer para testar o que já foi desenvolvido offline e dar o feedback.

4) Já para quem atua na área de Design, uma boa saída para não comprometer o limite da internet é reduzir a qualidade da imagem ao enviar modelos para aprovação do cliente, para que o peso do arquivo seja menor e, consequentemente, o consumo de dados. Além disso, nesse caso, é ideal que o freelancer peça o máximo de informações possível para o cliente, para que consiga chegar ao resultado que ele deseja sem precisar enviar muitos modelos para aprovação.

Via.

Facebook Comments

ADD YOUR COMMENT

Mostrar botões
Esconder botões