E por falar em Amazônia

Ultimamente vira e mexe está lá na TV, a briga pela Amazônia que é nossa, mas acabamos descobrindo que não é tanto assim, se tantos estrangeiros estão comprando um pedacinho e eu devo admitir que nem sabia que as terras podiam ser compradas, mas no mundo o que que não pode ser comprado hoje em dia? Tenho recebido alguns emails em relação a campanhas sobre a Amazônia. O Wagner Fontoura conhecido de muitos por editar o blog Boombust, para quem não sabe, ele é Gerente de Conteúdo da agência Riot e como eu gosto da Amazônia e do Wagner e achei que o email era para divulgar uma boa causa, segue abaixo o conteúdo que recebi:

“A Amazônia e outras florestas brasileiras estão ameaçadas por um projeto de lei que, se aprovado, autorizará a derrubada de até 50% da vegetação nativa. Mandamos abaixo algumas informações sobre o que está acontecendo e contamos com você na divulgação da campanha Meia Amazônia Não. (www.meiaamazonianao.com.br)

Como tudo começou

Passou no Senado e tramita agora na Câmara dos Deputados um projeto de lei que, se aprovado, será um golpe mortal para as florestas brasileiras e, em especial, a floresta amazônica. Originalmente de autoria do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), e modificado pela comissão de agricultura do congresso, o PL 6424/2005, autoriza a derrubada de até 50% da vegetação nativa em propriedades privadas na Amazônia. De quebra, legaliza praticamente todos os desmatamentos que, nos últimos 40 anos, derrubaram cerca de 700 mil quilômetros quadrados da área original de floresta – o equivalente a quase três estados de São Paulo.

Quem apóia o projeto e o que pode acontecer

Os ruralistas defendem sua proposta alegando que o projeto incentivará a adesão dos fazendeiros à legislação ambiental e garantirá a sobrevivência de metade da biodiversidade amazônica. A primeira promessa, levando-se em conta o passado da atividade rural no Brasil, é uma dúvida. A segunda é ilusão. Na Amazônia, 50% é igual a zero.

Com base nas taxas anuais de destruição de floresta, estima-se que, em duas décadas, 31% dela estarão derrubados, outros 24% degradados e a Amazônia prevista para virar uma savana até o final desse século. O projeto de lei é um sinal verde para as motosserras acelerarem esse processo. Junto com a Amazônia, desaparece também a riquíssima biodiversidade da floresta (ainda não totalmente conhecida pela ciência) e as culturas locais, além de impacto em vários povos indígenas e populações tradicionais.

Por que defender a Amazônia?

A floresta amazônica é um recurso natural estratégico para o combate ao aquecimento global.  Destruir a Amazônia pode reduzir a produtividade agrícola brasileira, provocando um grande impacto econômico e social no país. A chuva que é produzida na Amazônia é importante não apenas para a região. Ela ajuda na geração de energia, na produção de alimentos e no abastecimento de água no centro, sul e sudeste brasileiro.
Você pode ajudar

Ao invés de aumentar a proteção do meio ambiente e estabelecer metas para a redução do desmatamento, o Congresso Nacional estará dando as costas para a Amazônia e abrindo as portas para mais destruição, agravando uma situação que já coloca o Brasil na incômoda posição de quarto maior poluidor do clima do planeta. Exija um ponto final no desmatamento em todas as florestas tropicais brasileiras, em especial a Amazônia. Acesse o site www.meiaamazonianao.org.br e diga aos deputados e senadores que 50% é igual a zero e você quer uma Amazônia por inteiro. Divulgue no seu blog, comunidade e em todos os canais que possam fazer com que esse movimento ganhe cobertura nacional.

A Amazônia é a uma das principais riquezas do planeta e você pode ajudar a protegê-la!”

*********************************

 Como havia informado anteriormente, ultimamente tenho recebido vários emails referentes a Amazônia, e um deles falava sobre um manifesto que pode ser assinado no site Amazônia para Sempre.

Aos 30&Alguns vejo que se as leis não mudarem, se a mentalidade dos nossos políticos não mudarem, em poucos anos a floresta terá sido totalmente vendida, ou em partes será dos estrangeiros e em outras partes pertencerá a diversas nações indígenas, e a culpa será única e exclusivamente do povo brasileiro que nunca soube votar, que sempre viveu a margem da sociedade, trocando votos por dentaduras, remédios, geladeiras, cadeiras de roda, etc… o ensino que leva o ser humano a conhecer e saber exigir os seus direitos e a cumprir com os seus deveres, em nosso país infelizmente é tratado como piada, escolas onde as crianças não podem “repetir”de ano e se formam sabendo apenas e quando muito escrever o próprio nome. Lamentável, mas real.

Facebook Comments
Comments
  1. Eu vejo que até hoje não aprendemos, ou melhor, não temos a menor idéia do que fazer com a Amazônia! Entra governo, sai governo, muda o Congresso, mudam os discursos e nada, nadica mesmo.
    Tivemos o ciclo da borracha, a Zona Franca e agora, ao que tudo indica, as pastagens e o desmatamento.
    Vamos acabar ficando sem ela…

  2. Não posso dizer com certeza, mas isso tem cara de roax. É meio exagerado demais um idiota de um político (ok, não que eu esteja subestimando a capacidade dos políticos de serem idiotas, mas acho que você entende meu ponto de vista) criar um projeto de lei que permitisse que 50% da Amazônia fosse derrubada. Claro que posso estar enganado, mas sei lá, é muito exagero aos meus olhos.

  3. A Amazônia sinceramente, deveria ser entregue de bandeja para algum País com condições de dar o devido valor a ela. Que moral tem o Brasil, para sugerir qualquer tipo de campanha a favor da natureza, se não consegue cuidar da Amazônia? Antes que se destrua tudo, melhor entregar para quem cuida!
    beijos

  4. discordo um pouco da Leticia, não acho que os estrangeiros cuidem melhor da natureza do que nós, a única diferença é que no nosso país outras prioridades existem e no mundo desenvolvido as prioridades deles agora é olhar e conter os desmatamentos e o aquecimento global. A nossa ainda é vencer a pobreza e a fome…Mas boa parte dos brasileiros que tem acesso a internet por exemplo, nunca chegou a conhecer o Brasil de fato, o Brasil que passa fome, por isso discordo. Mas por outro lado concordo com a idéia de que é melhor deixar na mão de quem cuide, e os indigíneas (que são mais brasileiros do que nós) são um dos grupos apropriados para isso, basta que se dialogue com eles, coisa que a Funai por exemplo não o faz, por que não tem recursos ou coisa parecida. Penso que a questão é muit complicada..muito mesmo…mas confio na capacidade do povo do qual sou filho…do povo brasileiro em achar solução para esta questão…não acho que a solução só virá por vias estrangeiras…apesar deles terem algumas boas soluções, mas devemos acreditar em nós também…eu acho que a solução está em nós brasileiros…

  5. Poizé, Veridiana. Este país é pobre, mas destrói assim sua maior riqueza. Malditos políticos!

    Perdão por me desviar do assunto, mas lembra-se do Mutumutum, do “Coisas e Tralhas”? Voltei a blogar, hehehe… de blog novo, mas com ares do antigo mesmo. Se quiser dar uma passadinha lá pra ver como está a casa, ficarei mto contente 🙂

    cartumcombobagem.blogspot.com

    Beijão

  6. Veridiana,

    bom dia

    Eu acho que, quando a gente não sabe cuidar de nossa casa, na maioria das vezes, vem um estranho e, putz….sabemos o que acontece.
    Eu acho que a Amazônia pelo Direito Internacional pertence ao Brasil e suas ramificações aos países vizinhos. No entanto, no quesito MEIO AMBIENTE ELA É DE TODO O MUNDO. AS TERRAS DA UNIÃO SÃO DELA. MAS, OS ESTRANGEIROS SE VALEM DE EMRPESAS DE FACHADAS, ONG´s fantasmas para se apossar da florestas e lucrar com aquilo que o brasileiro não decidiu ainda: ” O QUE FZER DA AMAZÔNIA?” ESSA PERGUNTA SERÁ FÁCIL DE RESPONDER QUANDO O PAÍS INVESTIR EM PESQUISAS. O BRASIL NÃO SOUBE GASTAR OS CABELOS DA CABEÇA PARA ENVIAR UM CIENTISTA LÁ PARA CIMA?Na época, tive uam discussão acirrada com uma blogueira quando eu dizia que seria melohor o Governo Brasileiro cuidar e gastar dinheiro na Amaqzônia, por que não via lucro algum para o nosso povo aquele alarde todo de um brasileiro na NASA, etc.
    O sueco que comprou parte da Amazônia pouco tem de sueco e se bom filho fosse, seus antepassados não teriam colocado uma cláusula no testamento para ele ter acesso ao dinheiro da família apenas aos 50 anos…(coisa rara no povo sueco) E na Suécia ninguém fala desse rapaz por que a vida dele é toda na Inglaterra. Desde muito tempo.
    Nós temos no Brasil o que vemos na África:o branco se apossando das riquezas daquele Continente, tripudiando sobre alguns valores não tão éticos assim(ex:o africano pensa que é boa coisa se unir ao europeu apra desenvolver um projeto equando descobre, as riquezas saíram do país), pois usar de má fé e da falta de conhecimento de um povo é algo abominável.
    EUQUERO VER O ESTRANGEIRO IR AO NORDESTE ABRIR ONG´S. PARA AQUELAS BANDAS ELES SÓ VÃO EM BUSCA DE SEXO BARATO EDE ABUSAR DE CRIANÇAS, ETC.
    Eu acho errado no nosso país tantas terras para pouco índio. E bem sabemos que muitos desses índios sabem mais da vida do que muitos brasileiros.Mas, não…a elestudo é permitido. Inclusive, negociar com estrangeiros.
    Essa FUNAI…ah, a FUNAI…É uma corja de gente do mal. Outro dia, eu li uma reportagem em que forjaram um sequestropara pressionar. E tinha um estrangeiro no meio.
    Voltando ao assunto, eu nunca vi um GOVERNO COM UM CORPO DIPLOMÁTICO TÃO FRACO QUANTO O ATUAL.Também…nas Embaixadas mundo afora o que mais se ouvem são lamentos de quem deveria defender o país…Assim, nada estranho se amanhã eu acordar e nem direito tiver `a cama que eu durmo.
    Esse é o nosso país.

    BEIJOS E DAIS FELIZES

    P.S. No post anterior o ALMA CIGANA está sem o link. Mas sem problemas:EU SOU UMA METAMORFOSE AMBULANTE. MAS COM CERTEZA, MINHA PRAIA NÃO É A AMAZÔNIA POR QUE FAZ TEMPO DESCOBRI QUE A PRÓXIMA GUERRA DOS AMERICANOS SERÁ PARA TOMAR A AMAZONIA.

  7. A Letícia e o Gabriel só não se tocaram pro pequeno detalhe que o que os estrangeiros querem aqui não é proteger Amazônia nenhuma, querem se apossar do lugar pra explorar as riquezas naturais de lá.
    Não pensem que eles são bonzinhos querendo impedir derrubada de árvores e coisas do tipo, é pura ilusão isso.

  8. Desculpe Eric, mas parece que você não entendeu direito o meu comentário, pois o que ali está escrito é que os estrangeiros só querem proteger a floresta amazônica, por que destruiram todas as suas florestas, e realmente os temas ambientais preocupam a todos aqui na Europa.
    e por isso que realmente acho que a solução passa pela atuação e pela capacidade de nós brasileiros, embora como aqui eles tem mais dinheiro para investir nas pesquisas e na educação, a ajuda de estrangeiros de boa indole é sempre bem-vinda.
    mas ainda penso que você não compreendeu na integra o meu comentário.
    Saudações

  9. Sim, eu entendo que tenha esse interesse de proteger o que é dos outros, mas no caso, me referi a quem mais faz barulho pra “mundializar” a amazônia já que ela seria de todos. E quem mais faz esse barulho é o tio Sam, que de querer proteger floresta só tem idéia, querem mais os recursos daqui.

  10. Veridiana, em sincronia postei algo sobre entidades que foram criadas no começo deste mês para coibir o avanço destes “cheios de intenção”. E de quebra tem um meme – facinho, facinho pra você lá no “Luz” – participa se quiser, mas olha, dá pra começar socando esse desgoverno com a Amazônia. Beijus

  11. maria do carmo

    parabens,pela fala sobre a minha querida amazonia

ADD YOUR COMMENT

Mostrar botões
Esconder botões