1º de Outubro – Dia Internacional do Idoso

dia 1º de outubro é celebrado anualmente como o Dia Internacional do Idoso, data instituída em 1991 pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o objetivo sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento e da necessidade de proteger e cuidar a população mais idosa. Tendo em vista que o enfraquecimento dos ossos é um dos problemas enfrentados pela população nesta fase da vida, os especialistas da ABRASSO – Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo – alertam para alguns cuidados importantes.

De acordo com a Dra. Vera Szejnfeld, presidente da ABRASSO, as mulheres, após a menopausa, e os homens por volta dos 70 anos (quando ocorre a andropausa), começam a apresentar perda óssea, o esqueleto humano está em contínua remodelação óssea, mas com a chegada da menopausa nas mulheres ou andropausa nos homens, a destruição óssea é maior que a formação e o balanço fica negativo, favorecendo o surgimento de problemas, como a osteoporose. Por isso, os médicos alertam para a formação e manutenção de uma boa reserva óssea para não ficar em situações de risco, futuramente.

A médica ressalta que, depois da primeira fratura, as chances de uma segunda são 50% maiores e, se a pessoa tiver duas fraturas, a possibilidade de ter a terceira é 75% maior. As fraturas sequenciais ocorrem principalmente no primeiro ano após a primeira porque o organismo está em alerta.

Outro alerta importante é o cuidado com a alimentação do idoso, especialmente com relação à ingestão da proteína, tão importante e necessária quanto o cálcio para a saúde dos ossos. “Infelizmente, temos notado que o paciente mais idoso geralmente deixa de comer carne, pois a alimentação passa por um processo de infantilização, ou seja, passa ingerir alimentos pastosos, como sopas, cremes e purês, ricos em carboidratos, porém, pobres em proteínas. No idoso, é muito importante a ingestão de proteína animal, preferencialmente, de carne vermelha . A recomendação diária é de 1,2 g/kg/dia de proteína, ou seja, um indivíduo de 80 kg necessita de 100 g de proteína por dia o equivalente a um bifinho. As proteínas são vitais não só para os ossos como também para o músculos. Uma boa função muscular ajuda na prevenção de quedas.

Uma em cada quatro mulheres acaba tendo osteoporose e fraturas durante a sua vida, isso porque a mulher passa um terço da vida sem a proteção hormonal, entra na menopausa mais cedo do que os homens. Os homens perdem a proteção hormonal aos 70 anos. Além disso, a reserva feminina de cálcio, devido às características genéticas e do estímulo, é menor.

Além da alimentação rica em cálcio e proteína, o consumo da vitamina D é essencial para manter os ossos fortalecidos. Recomenda-se a exposição diária ao sol de dez a quinze minutos. Além disso, é importante afastar os fatores nocivos, como, por exemplo, o cigarro.

Facebook Comments

ADD YOUR COMMENT

Mostrar botões
Esconder botões