Como irmãos podem influenciar negativamente na nossa saúde

Um novo estudo realizado com adultos bolivianos sugere que ter um irmão mais novo pode elevar a pressão arterial na idade adulta. O efeito, detalhado na revista Economics and Human Biology, apresenta um mecanismo, sugerindo que nesta região, um irmão mais novo, diminui a atenção dos pais nas crianças mais velhas, além de sobrecarregá-las com responsabilidade extra.

Quando há mais irmãos na família e os recursos dos pais são limitados, muitas vezes o irmão mais velho é quem ajuda a cuidar do irmão mais novo o que engatilha um tipo de estresse já na infância.

Em um estudo anterior, em que a pressão arterial de 374 adultos que vivem em 13 aldeias bolivianas na Amazônia foi medida, detectou-se que adultos com irmãos mais novos tendem a ter um colesterol mais alto do que as outras crianças, principalmente aqueles cujos pais tiveram mais de quatro filhos.

Irmãos menores trazem um risco maior à saúde, os adultos com irmãos mais novos tiveram a pressão arterial até 6% maior do que os outros. Irmãs mais novas também eram um problema, mas apenas para as meninas mais velhas, cuja pressão arterial aumentou de 3,8% para cada irmã mais nova.

Mas o pico da pressão arterial, provavelmente, não foi causado por brigas entre irmãos ou irmãos e sim o fato de terem que olhar pelos mais novos, já que isso requer muito trabalho. Em áreas onde os irmãos mais velhos têm a responsabilidade de ajudar os irmãos mais novos, por exemplo,  a encontrar emprego ou até mesmo uma esposa ou namorada ocorre um salto na pressão arterial.

Felizmente, o estresse dos irmãos mais novos diminui com a idade, já que quando as pessoas ficam mais velhas, geralmente, tendem a encontrar suas próprias casas, criar suas famílias, deixam de viver com os irmãos mais novos e acabam tendo mais controle sobre suas vidas.

De acordo com um estudo realizado em 1991 no New England Journal of Medicine, as pessoas de países desenvolvidos não podem culpar os irmãos mais novos pela alta pressão arterial, com menos irmãos,  mais recursos e menos responsabilidades em relação aos irmãos mais novos, a culpa geralmente é do sedentarismo e estilo de vida rico em calorias.

Apesar da pesquisa ter sido feita em uma região da Bolívia, não dá para não pensar nas milhares de crianças brasileiras com um histórico familiar similiar, muitos irmãos, tendo que ajudar os pais e no futuro tendo uma alta taxa de colesterol.

Quem diria que em algumas situações os irmãos podem fazer mal á saúde?

Via.

Facebook Comments

ADD YOUR COMMENT

Mostrar botões
Esconder botões