Blogagem Coletiva “Abre Aspas II”

 

entre_aspas3.jpg

Hoje é o dia da Blogagem Coletiva “Abre Aspas II” criada pela querida Lunna,o objetivo é escolher uma poesia para postar e falar ” um pouco do poeta que a escreveu numa espécie de breve biografia.”

marcelatremholanda.jpg

Hoje eu escolhi uma das pessoas que mais amo no mundo para homenagear, a minha irmã Marcela Serpa-Gomes, que já escreveu mais de 200 poesias as quais pouquíssimas pessoas tiveram a oportunidade de ler, sendo assim, publico aqui hoje uma de suas poesias, iniciando assim uma promessa que ela fez alguns anos atrás, de compartilhar suas obras com o público, seja em forma de livro ou blog, o primeiro passo foi dado: em um blog.

Pai Me Perdoa (Marcela Serpa-Gomes)

Minha culpa, minha tão grande culpa.
PAI me perdoa…
…por ser incompreensível.
…por nunca colaborar.
…por pedir sem antes agradecer.
…por querer receber sem ao menos dar.
…por guardar às vezes rancor (ainda que só às vezes).
…por tantos pecados cometer.
…por cair nos mesmos erros pelos quais no passado tropecei, levantei e pedi perdão, mas não os soube aceitar, pois fechei os olhos à lição.
…e por tantas outras razões, por tantas tentações terrestres, tanto materialismo, irrealismo que a mim me acaba, faz viver num mundo de ilusão e igual a todos torna-me um ser mortal e pecador.
…por perdoar, mas não esquecer e sendo assim, não perdoar.
Para que tanta blasfêmia, e todo esse sacrilégio, essa heresia, o boicote a vida real?
Cair no “pântano enganoso das bocas”?
É preciso lembrar que nunca se deve chatear por algo que não se tem, quando tanto se tem.
Principalmente quando temos a sã consciência que há tanta gente enferma e miserável, maldita e passando fome, castigada e mesquinha, precisando somente de uma gota do oceano quando eu o tenho por inteiro.
E eu aqui trancada nessa minha PEQUENEZ, tão mesquinha, vadia e selvagem.
Odiosa.
Por que não conseguimos ser felizes com tamanha riqueza por nos controlada?
Pois por mais simples que seja ou possa aparentar, e a preciosidade que cabe a nós.
Dessa vida só levaremos a alma, pois o material perece, a carne vira pó e a terra regressará.
É por isso que é preciso evoluir no espírito, intelecto.
“Mente sã em corpo são”.
A educação adequada, a família de bons costumes e princípios, os amigos que nos cercam e ajudam a crescer, a própria vida que nos ensina a viver.
Tudo frente aos rígidos padrões regidos pela sociedade profana. “indignação – indigna nação”.
E tanto a aprender, tanto, a saber, e em tão pouco tempo…
E nós sempre reclamando, tão tolos e egoístas, orgulhosos e prepotentes, deixando a vida nos escorrer por entre os dedos, e de tão cegos não enxergamos um palmo a nossa frente.
E irônico, uma vez que possuo a maior riqueza material (literalmente): SOU UM SER HUMANO PERFEITO!
Eu respiro, meu coração continua batendo (neste exato momento ainda bate), meu cérebro funciona.
Me encontro em harmonia, perfeito equilíbrio. E aquela famosa frase: “Penso, logo existo”.
Então por que tanto a por defeito, se tenho o mundo a meus pés?
Este e o maior defeito, o erro humano.
E talvez o único.
Mais provável.
Pai me ajuda a pedir perdão e a não levar essa vida em vão, mas em troca aprender a lição?
(27/07/1995)

 

 

ps: participe : 30&Alguns : Perfil dos Leitores

Facebook Comments
Comments
  1. Laura

    Linda Go; porque guardas estas preciosidades somente para ti?
    Linda poesia… e pensar que foi escrita ha mais de 10 anos!! wow!!
    Share this with the world little sis – come on!!
    You deserve it; we deserve it! hehe

    * Parabens para Lunna por esta iniciativa tao bacana!
    ** Parabens Veri por participar, e executar este trabalho com ‘maestria’!
    Bjs grandes!!!

  2. Oi Veri!

    Ótimo texto parabéns às duas – linda homenagem.

    beijos e boa semana,

  3. Denise

    Linda poesia em forma de reflexão, ou
    linda reflexão em forma de poesia…
    Admiro as pessoas q têm o dom da escrita, q conseguem expressar o pensamento através das letras.
    Parabéns Marcela!
    não deixe seus poemas escondidos nas gavetas.
    bjinssss

  4. Muito legal Veri!
    Assim que ela publicar avisa, menina 🙂
    beijosss querida

  5. Também estou participando!
    Parabéns pela escolha. Você fez uma homenagem muito linda à sua irmã e a poesia é lindíssima. Ela deveria ter um blog. 🙂
    Bjs e boa e poética semana.

  6. Veri,
    É isso aí. Irmã talentosa tem de sair do anonimato.
    Parabéns!
    beijo, menina

  7. Nossa, me desculpe. Já está devidamente acrescentado a listagem. E que bela homenagem tu fizestes a sua irmã. Gostei da força dos versos, da intensidade e da intenção.
    Aliás, essa blogagem marcou pela apresentação de muitos poetas ainda desconhecidos ou não consagrados, o que eu achei muito legal. Dizem que a poesia não tem espaço no cotidiano atual, mas não foi isso que eu senti. Grata pela sua participação e desculpe-me mais uma vez…

  8. Nossa, sua irmã é uma excelente escritora, parabéns!
    Beijos

ADD YOUR COMMENT

Mostrar botões
Esconder botões