Todas as cenas de morte dos filmes de Quentin Tarantino

Vídeo com todas as cenas de morte dos filmes de Quentin Tarantino: Lista de filmes: - Cães de Aluguel (Reservoir Dogs) 1992 - Pulp Fiction – 1994 - Jackie Brown – 1997 More »

Exposição Cena Raul Cruz [Curitiba]

SESI CULTURA PR apresenta:  Cena Raul Cruz A exposição Cena Raul Cruz apresenta ao visitante uma abordagem abrangente da obra de Raul Cruz ao apresentar simultaneamente parte de sua produção de pinturas, More »

Teatro Nos Parques Nacional de Curitiba

TEATRO NOS PARQUES PERCORRE CURITIBA DE 16  A 31 DE AGOSTO Patrocinado pelo Grupo CCR, realizado via Lei de Incentivo do Ministério da Cultura, o projeto Teatro nos Parqueschega a Curitiba  de More »

Centro Cultural SESI PR apresenta: VOZES DA CIDADE

O Centro Cultural SESI Heitor Stockler de França promove de agosto a dezembro de 2014, o Projeto VOZES DA CIDADE, com apresentações gratuitas. Os shows acontecerão duas quintas por mês, com música More »

Espetáculo de Dança: Sem o que você não pode viver? [Curitiba]

O solo de dança contemporânea SEM O QUE VOCÊ NÃO PODE VIVER?, que chega a Curitiba  através da Circulação Nacional 2014, Lei Rouanet/ Ministério da Cultura,  é um testemunho particular a partir More »

 

Apenas 2% da população brasileira é doadora de sangue

De acordo com o Ministério da Saúde apenas 2% da população brasileira (3,6 milhões de pessoas) é doadora de sangue. Infelizmente este índice reflete diretamente nos estoques de sangue dos hemocentros das maiores cidades do País.

Em várias cidades os hospitais correm o risco de suspender as cirurgias eletivas, já que alguns tipos sanguíneos chegam a atingir o estado de emergência.

Uma situação crítica, já que mesmo sendo um ato de solidariedade e de amor ao próximo, o número de pessoas dispostas a doar sangue é baixo, geralmente as pessoas só pensam em doar quando sabem de algum conhecido que está internado precisando de transfusão de sangue, do contrário a maioria da população nem lembra da necessidade de doar sangue.

doesangueAlgumas informações sobre a doação.
1. Todo o material usado durante a doação é descartável.
2. O procedimento dura pouco tempo, entre 30 e 40 minutos.
3. O sangue de um único doador pode salvar até quatro vidas.
4. Não há risco para o voluntário.
5. Novas tecnologias e o aprimoramento do sistema de doação garantem a segurança transfusional, especialmente com a implementação de novos testes de biologia molecular para a identificação de doenças, como o NAT (Testes de Ácidos Nucleicos), que identifica os vírus do HIV e das Hepatites B e C.
6. Após a doação a realização de testes clínicos são realizados sem custo.
7. Para doar, é preciso ter de 18 a 69 anos e o peso deve ser superior a 50 kg.
8. Quem tem 16 e 17 anos, precisa da autorização dos pais ou responsáveis.
9. Para os homens, a doação de sangue não deve ser inferior a dois meses, e no máximo quatro doações ao ano. Para as mulheres, o intervalo não deve ser inferior a três meses, e no máximo três vezes ao ano.

20 atividades internas para crianças pequenas, além de TV

As férias estão batendo na porta e vamos ser sinceras, a última coisa que as crianças precisam é ficar a maior parte do dia em frente a TV, ao mesmo tempo que é muito difícil para a maioria dos pais controlarem a quantidade de tempo em que as crianças devem ficar expostas.  Infelizmente os canais voltados para as crianças nas TVs a cabo, a impressão que dá, não só para mim mas para a maioria dos pais que conheço, é que o tempo destinado para as propagandas publicitárias quase que ultrapassa, se já não ultrapassou o tempo destinado a programação infantil.

Com certeza a Netflix , para quem não conhece, uma empresa norte-americana que oferece serviço de TV por Internet, com mais de 50 milhões de assinantes em mais de 40 países assistindo a mais de um bilhão de horas de filmes, séries de TV e produções originais por mês, está se tornando uma solução para o problema TV x publicidade infantil. Afinal assim pelo menos podemos controlar o que é assistido e não temos que ficar escutando a todo momento  “mãe eu quero esse”. Essa solução é paliativa, porque a última coisa que uma criança necessita nas férias é ficar em frente a TV, vamos colocar a imaginação e a energia de nossas crianças para funcionar. Nem todos os pais ficam de férias ao mesmo tempo que os pequenos, muitos trabalham e acabam deixando as crianças com babás ou avós.

Quem tem tempo deve procurar levar os filhos a parques, tem tanta opção de programas gratuitos espalhados por diversas cidades brasileiras, ou ao clube (quem for sócio), brincar no quintal (quem tem casa), no play do prédio (quem tem esse espaço), além dos programas pagos que para encontrá-los basta alguns minutos navegando na internet. Mas a pergunta que não quer calar, e nos dias frios e/ou chuvosos, o que podemos fazer?

Tsh do blog “The Art of Simple”, mãe de três filhos deu algumas dicas bem bacanas de atividades que as crianças podem fazer dentro de casa sem tocar no controle remoto da TV

1. Leia um livro – se o seu filho ainda não souber ler, leia ou peça para quem ficar com a criança para ler um livro. Aqui em casa livro faz parte da vida do Adriano (quase 4 anos), desde pequeno ele ganha bastante livros e mesmo sem saber ler adora pegâ-los, escolher qual história quer escutar. Nós também damos livros de presentes de aniversário. Acho fundamental na época das tablets e afins as crianças terem contato e manusearem livros.

2. Escreva um livro – mesmo que seus filhos ainda não estejam escrevendo fluentemente, eles ainda podem desenvolver a história por conta própria. Crie uma coleção de livros em branco, e deixe seus filhos ilustrarem uma história. Mais tarde, você pode escrever as palavras com eles ditando, ou eles podem sondar as palavras foneticamente e escrever a história por conta própria. Estes livros vão ser parte de lembranças inesquecíveis no futuro.

Sobreviventes de ataque com ácido inspiram uma sessão de fotos

“Beleza não é sobre ter um rosto bonito.
É sobre ter um mente bonita,
um coração bonito,
e mais importante,
uma alma bonita”
- David Drake livro Across The Stars

Este ditado descreve a sessão de fotos feita por Rahul Saharan que trabalhou com cinco jovens indianas (Rupa, Rita, Sonam, Laxmi e Chanchal) sobreviventes de ataques com ácido em uma sessão de fotos para a Rupa Designs. O trabalho de Rahul com sobreviventes de ataques de ácido afirma claramente que as mulheres que sofreram esses ataques não merecem esconder o rosto do mundo, porque o mundo precisa desesperadamente dessas mulheres inspiradoras.

Na Índia estima-se que todos os anos mais de mil mulheres são vítimas de ataques com ácido, pelos motivos mais banais.

sobreviventes_ataque_com_acido02
Rupa, 22 anos é a fundadora da Rupa Designs, designer da coleção para a sessão, disse que recusou-se a deixar o ataque destruir seu sonho de tornar-se uma designer. Segundo ela, sempre quis ser designer, mas após o ataque houve uma pausa em sua vida, ficou insegura e constrangida com as  cicatrizes e passou a cobrir o rosto com um lenço.

Em agosto de 2008 Rupa estava dormindo quando sua madrasta jogou ácido em seu rosto. A madastra foi considerada culpada e condenada à prisão, mas o sistema judicial falido da Índia não funcionou, a madastra continua livre e vivendo sua vida, sem sinais de remorso depois de cumprir apenas 18 meses da sentença. Rupa, abandonou o sobrenome da família e renegou seu pai que apoiou a madastra depois do ataque.

Rupa juntou-se a a campanha “Stop Acid Attacks” que trabalha extensivamente com sobreviventes de ataques de ácido, ajudando-os a voltarem à sociedade e reforçando suas auto-estima, mais comum na Índia do que muitos imaginam, e decidiu lutar por justiça para si e para outras vítimas.

sobreviventes_ataque_com_acido08

Como o app “First Opinion” ajudou no parto de um bebê recém-nascido

First Opinion é um aplicativo que permite que você tenha conversas de mensagens de texto com médicos licenciados nos Estados Unidos, se você parar para pensar é um ótimo aplicativo se você precisar de dicas rápidas sobre cuidados preventivos, ou para tirar dúvida sobre remédios caseiros que realmente funcionem e no caso de Andrea Johnson, do estado de Louisiana que mora a três horas de distância do hospital mais próximo, e acabou entrando em trabalho de parto prematuro. Foi assim que seu marido, James, decidiu usar o aplicativo de smartphone no momento de crise, e graças a uma longa série de trocas de mensagens com um médico usando First Opinion, ele foi capaz de realizar o parto do seu filho com sucesso.

O First Opinion foi originalmente concebido como uma maneira para as gestantes e mamães receberem dicas e informações médicas sobre a gravidez e cuidado da criança. O app agora oferece aconselhamento médico geral.

O aplicativo apenas pede como informação o seu primeiro nome e endereço de email. Uma vez feito isso, você pode enviar mensagens ilimitadas para o seu médico First Opinion sobre quaisquer questões médicas. Por ser um aplicativo de conversação, os usuários são capazes de fornecer informações mais detalhadas, enquanto o médico pode orientar a discussão de uma forma produtiva. As respostas devem ser rápidas, segundo o aplicativo atualmente o usuário tem uma resposta do médico dentro de cinco minutos, a qualquer hora do dia. Se o médico designado para você estiver dormindo, haverá um médico assistente no turno da noite, assim você sempre terá acesso. Você ainda vai ter textos de acompanhamento do seu médico, o check-in em sua saúde.

Estudo diz que bebês choram à noite para evitar irmãos

De acordo com o biólogo evolucionista David Haig e um estudo feito por  pesquisadores da Universidade de Harvard, a auto preservação é um forte motivador em seres humanos, até mesmo em bebês pequenos, segundo o biólogo os bebês podem chorar, a fim de evitar que os seus pais tenham outro bebê tendo assim que compartilhar os seus recursos e atenção. Haig observou que os bebês, obviamente, não podem forçar os pais a usarem controle de natalidade, assim acabam usando o choro para “controlá-los”, como uma forma de prevenção, ao por exemplo acordarem a mãe para amamentar.

Ao acordar os pais várias vezes durante a noite acabam impondo um estado permanente de fadiga que acaba de certa forma matando a libido, prejudicando o desejo de ter outro bebê. Segundo Haig os bebês que estão sendo amamentados parecem ter um timing impecável, em torno de seis meses de idade suas demandas de leite materno noturnas lentamente melhoraram, o bebê não está intencionalmente tentando levá-los a loucura, mas os bebês que choram por leite materno durante a noite têm uma grande vantagem de sobrevivência sobre bebês que dormem profundamente.

Outros cientistas e pais têm apontado que os bebês choram por várias razões, tais como por estar sentindo frio, calor, fome, tédio, doença, necessidade de atenção, entre outros fatores. Pesquisas anteriores também constataram que qualquer barulho feito pelos pais pode acordar um bebê.

Pode ser que o seu bebê esteja chorando para chamar a sua atenção, pode ser que o objetivo seja deixá-los cansados, o que todo casal com filho recém-nascido que não dorme a noite inteira sabe bem que acontece, nada de relação sexual sem tensão, sem prestar atenção na babá eletrônica ou no barulho no outro ambiente.

f23a3b9a511da0324ff0a6e2f382a105a61c50dacd4a37d11a